uma aventura no mundo interior

uma aventura no mundo interior

Joseph Haydn

Os quatro personagens deste poema-estória são figuras simbólicas que representam _ a Bailarina: o Eros, a Emoção;
o Pescador-Barqueiro: o Logos, a Inteligência; o Gato negro: a Intuição; e o Anjo: a Inspiração.

Companheiros de longas jornadas, cada qual trará do seu mundo uma resposta a seu eterno questionador: -"tem alguém aí"?



01/03/2012


Oh! Mar misterioso que teimamos em singrar

As perigosas ondas
Vem...desprendem o leme,
Vão... Sacodem os pensamentos,


O vento zombando de nós enquanto
os mil sentimentos ondulam








O velho mar... Ensinando:
São como crianças brincando curiosas
A procurar tesouros, e paraísos!  




Ancorados, a sensação de pertencer ao Mundo,

separados pelo tempo

mas que esteve sempre ali,

a nossa espera






Circundo as margens em mergulho,
cismando... em redor
das tocas escondidas entre as rochas.






E, porque esteve também,  ali
sempre à espera

Uma Arraia plana lentamente no ar

Grandiosa: o negro dorso colorido com manchas brancas.


Quedamos suspensas
Entre
um Adeus! e um Olá...


Brincamos?
Ali aonde não estamos?





Nenhum comentário: